Com a colaboração de psicopatas, a televisão brasileira, infelizmente, se tornou a mais depravada do mundo.

À alienação, à futilidade e imoralidade. São cenas contínuas de incitamento sexual, masturbação, convite à fornicação e outras tristezas.Explora-se comercialmente, “inteligentemente”, a falta de cultura de povo oriundo de uma escola fraca. Explora-se maldosamente o mórbido gosto natural pela fofoca e “bisbilhotagem” da vida alheia, fazendo da massa popular como que um rebanho que não pensa e não critica.

A televisão brasileira, infelizmente, se tornou uma das piores do mundo no que se refere aos valores morais, alienação do povo e sua deseducação. O que temos visto nos famosos “reality shows”, novelas e outros programas de auditório? Algo deprimente. Jovens e artistas que expõem suas intimidades ao público em busca de fama e dinheiro fácil, dando aos milhões de jovens mau exemplo de vida. A única coisa nobre nesses programas é o horário; são, na verdade, um fomento à mais mesquinha fofoca em horário nobre. Explora-se, de modo sutil, com um marketing refinado, a miséria das pessoas, seus problemas sentimentais, afetivos, morais, espirituais, num desrespeito profundo à dignidade do ser humano. Ele ali é usado e enganado para dar IBOPE e lucro, nada mais.

Esses programas e outros, repito, em horários nobres, aos quais crianças e jovens assistem, levam-nos ao esquecimento de nós mesmos, à alienação, à futilidade e imoralidade. São cenas contínuas de incitamento sexual, masturbação, convite à fornicação e outras tristezas.

Não há cultura, não há formação, não há boa informação; é apenas apelo aos vícios: exibicionismo, soberba, cultura do prazer, sexismo, pornografia, homossexualidade, competição baixa, infidelidade conjugal, preguiça, ociosidade, intrigas, “strip-tease” e, disputas desumanas que levam as pessoas à exaustão física e mental. Tudo em busca de sucesso e dinheiro fácil. Tudo contra o que nos ensina Jesus Cristo. O importante é se tornar uma “celebridade nacional” com direito a outros sucessos. Mas com base em que conteúdo?
A consequência de tudo isso é que vai-se aumentando o número de adolescentes grávidas, abortos, estupros, infidelidades conjugais, homossexualidade, casais separados, jovens abandonados vivendo no crime, na droga e na bebida…
Por outro lado o povo é massificado. Explora-se maldosamente o mórbido gosto natural pela fofoca e “bisbilhotagem” da vida alheia, fazendo da massa popular como que um rebanho que não pensa e não critica. É uma alienação e desserviço à população. Explora-se comercialmente, “inteligentemente”, a falta de cultura de povo oriundo de uma escola fraca; aumenta-se, como disse alguém, o seu “emburramento”.

Ora, a lei diz que televisão – cuja concessão é do Estado – tem a missão de educar, formar, informar, dar cultura e educação; é isso que temos visto? Não, não e não. Temos visto uma TV que destrói a família e seus valores sagrados. Com um faturamento financeiro enorme, vende-se alienação numa enorme vitrine de propaganda patrocinada por ricas empresas. Uma campanha na internet contra tudo isso chegou a anunciar “Quem patrocina a baixaria é contra a cidadania”; é contra o povo; então, como disse o Cardeal D. Lucas é preciso o boicote dos cidadãos, especialmente dos cristãos, a quem fomenta a imoralidade.
Lutar contra tudo isso não é moralismo, mas defesa dos valores morais e da família, coluna da sociedade. O povo brasileiro tem sido ofendido e chocado com as barbaridades apresentadas em novelas, com cenas chocantes, palavras chulas e obscenas, que não se pode escrever aqui. Tenta-se de maneira sutil e maliciosa passar isso ao povo como “se tudo fosse normal e lícito”, como se o sexo fosse apenas atos de genitalidade, apenas prazer sem uma visão moral e um compromisso com a vida e com o outro, como se fossemos irracionais.

O Congresso Teológico Pastoral de Valencia, na Espanha, no V Encontro do Papa com as famílias disse que: “a família vive uma crise sem precedentes na história”, cujas raízes se encontram na “pressão ideológica” exercida pela “mentalidade consumista” e pela ação de “um laicismo de raiz niilista e relativista”.
É preciso reagir contra esse estado de coisas. Não podemos ficar calados e inertes diante desta cultura niilista e sem Deus que quer tudo destruir. Se não nos mobilizarmos contra isso estaremos sendo coniventes com a destruição da família e da sociedade, diante de Deus e dos homens. O que queremos para os nossos filhos e netos?

Fonte: http://blogscatolicos.blogspot.com/2012/01/os-estragos-da-tv-brasileira.html

3 Respostas para “Com a colaboração de psicopatas, a televisão brasileira, infelizmente, se tornou a mais depravada do mundo.

  1. deus não obriga ninguem fazer escolha ele mostra o caminho certo agora segue quem quer mais tem o preço da escolha então e porquer qui vcs quem mandar até nas decisões das pessoas nimguem é obrigado a ceguir aquilo qui ela não quer nimguem é obrigado a sistir o canal a b e c ou seja record sbt band globo rede tv em fim quem ta mandando essas mensagems é ignorante parece qui não foi a escola não sei quewm é saeja lá quem for eu tenho o direito de opinião o seja o direito de escolha é de todos vcs tem qui voltar escola de novo tá falando muitas coisas sem fundamentos sentido as mensagems qui vcs mandam não é inteligente não tem sentido ou seja não fundamental vcs si dizem os donos da palavra si passando por jornalitas e são ignorantes tem qui voltar a escola em qui vcs veio nem eu qui não tive um bom estudos eu tou mais informado qui vcs

  2. vcs si dizem o dono da verdades e da palavra querem até mandar nas opinão das pessoas ou seja vcs querem mandar na opinião publica vcs querem mandar até nos gostos das pessoas vcs querem decidir o qui as pessoas tem qui fazer tem qui a sistir o canal qui tem qui ligar isso qui eu digo aditadura não acabou parece qui não porquer na quela epoca as pessoas não tinha o direito de escolha parecia uma escravidão parecia não era mesmo uma escravidão eu vejo qui aditadura não acabou um bonde mentirosos ignorantes si passando por jornalistas si achando o tal ou seja si achando o dono da verdade si achando o dono da palavra e são todos ignorantes mobral

  3. Antônio Corrêa

    Concordo em gênero, número e grau com todas as colocações deste texto. As famílias brasileiras veem sofrendo um verdadeiro ataque em seus valores morais. A ditadura da telecomunicação impõe à todos nós o seu ativismo gay, uma verdadeira depravação e inversão de valores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s