Uma esculhambação. JN ACASALA GLOBOPE E DATAFALHA.

 Diz o Fernando Brito – ,http://tijolaco.com.br/blog/?p=20782 –  com argúcia:

“Nunca vi uma empresa de comunicação, fora da ‘‘boca de urna’’, contratar duas pesquisas como fez a Globo  para serem divulgadas no mesmo dia. É o “mundo mágico” das pesquisas brasileiras, com dois institutos – Ibope e Datafolha … “

O ansioso blogueiro se permite explicar a origem desse contubérnio celebrado na Casa Grande.

Na disputa para Governador em São Paulo, em 1998, Covas se candidatava à reeleição.

Seu primeiro governo traçava o rumo do que seria a donataria tucana na Província de São Paulo: um desastre, uma seca !

Estamos no primeiro turno.

Os candidatos eram Covas, Maluf (PPB), Francisco Rossi (PDT), Quercia (PMDB) e Marta (PT), deputada federal em primeiro mandato.

O Globope tinha vendido, na segunda-feira, uma pesquisa ao Maluf, que dizia: Maluf em primeiro e Covas na frente de Marta, por pouca coisa.

E vendeu a MESMA pesquisa ao jornal nacional, então sob a batuta de Evandro Carlos de Andrade, de breve mandarinato, antecessor de Gilberto Freire com “i” (*) , agora homenageado pelo Bessinha, em inesquecível charge sobre a eliminação do Grêmio do Brasileirinho.

A pesquisa era a mesma.

No sábado, véspera da eleição para escolher os candidatos ao segundo turno, o jornal nacional exibe a pesquisa que se tinha encerrado na segunda.

Pesquisa fechada na segunda, dentro da fogueira eleitoral, e exibida no sábado …

A pesquisa influenciou os anti-malufistas, que aplicaram o voto útil: contra a Marta e a favor de Covas.

Acontece, que, de segunda a sexta, o eleitorado tinha se movimentado a favor de Marta e seria ela a eleita para ir ao segundo turno contra Maluf, não fosse o jornal nacional.

Foi o Covas, que, com o apoio do PT, derrotou Maluf.

Naquela altura do campeonato, o Jornal da Band travava uma competição feroz com o jornal nacional.

Não só no horário, mas também na rediscussão do formato, da cobertura da Privataria em curso, e, até, com a discussão do próprio papel da Globo e do jornal nacional na vida política do país.

No domingo, durante a cobertura da apuração, o ansioso blogueiro, editor e apresentador do Jornal da Band, sob a batuta de seu redator-chefe Ricardo Melo, perguntou, ao vivo, ao Montenegro do Globope se a pesquisa de sábado do jn era a mesma que tinha entregado na segunda ao Maluf.

Sim, disse ele, entrevistado numa base de cobertura da Band no RioSul, Zona Sul do Rio.

Não é preciso dizer que o ansioso blogueiro fez um escarcéu !

Como é que o Montenegro vende a mesma pesquisa duas vezes ?

Fecha na segunda e exibe no jn no sábado !

E como o jn diz no sábado uma coisa que era “verdadeira” quatro dias antes ?

Uma esculhambação, como diria o próprio Ricardo.

O interessante é que, no estúdio, para uma entrevista ao vivo, a vítima da patranha, Marta Suplicy, se recusou a debater a questão, ao vivo,  com o Montenegro.

Preferiu que o ansioso blogueiro o interpelasse.

Preferiu não importunar a Globo !

Nem o Montenegro !

Aí, o Evandro se mancou.

Viu que seria um escândalo ficar na mão só do Globope, depois do barulho que a Band tinha feito.

O que fez ele ?

Contratou também o Datafalha.

E hoje, o Datafalha, reduzido a esse pobre papel de Proconsult só existe porque é uma das estrelas (cadentes) da Globo …

Como diz o sábio Marcos Coimbra, na Carta Capital, chega desse contubérnio entre a Globo e os institutos de pesquisa.

Em tempo: a Band enfrentou a Globo por um breve período de tempo. Dois anos. Depois, preferiu ir com ela ao escurinho do cinema (no auditório da CBF).

Paulo Henrique Amorim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s