Facções criminosas espalham boatos criminosos nas redes sobre Youssef. É tudo MENTIRA!

Após passar mal devido a uma queda de pressão causada pelos medicamentos que toma para o coração, o doleiro Alberto Youssef, que estava detido na carceragem da Polícia Federal, em Cutiriba, foi internado ontem à noite (25) em um hospital. Bastou para que a militância de Aécio Neves, que é nossa velha conhecida, começasse a espalhar nas redes que o doleiro teria sido assassinado por envenenamento pelo PT. São boatos criminosos que fazem parte de um jogo sujo articulado pela militância tucana com clara intenção de criar um fato político arrasador que interfira de forma decisiva no resultado das eleições.

Prática de quem desrespeita grosseiramente os preceitos básicos da democracia, como o direito à informação e ao voto livre e não manipulado. A Polícia Federal já soltou uma nota oficial em seu site explicando a causa do mal estar de Youssef.

A militância tucana chegou ao cúmulo de simular uma página do G1(link is external) com a falsa morte do doleiro. Outros velhos conhecidos nossos, como Roberto Jefferson, o roqueiro Lobão e o comediante Danilo Gentille endossaram o coro da mentira. Espalhar boatos desse tipo é crime sujeito a punição pelo Tribunal Superior Eleitoral. Mas o que importa aos autores é o resultado imediato que a mentira pode causar sobre o eleitorado.

Em entrevista ao portal 247, o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, afirma que já mobilizou a Polícia Federal e todos os órgãos de inteligência para identificar as pessoas que estão criando mentiras disseminadas nas redes sociais: “O que estão fazendo é um atentado contra a democracia brasileira e um crime para turvar a consciência do eleitor. Nunca vi tanta baixaria”.

A boataria nas redes completa o quadrado da ação golpista articulada para desestabilizar um governo democraticamente eleito e influenciar no resultado das eleições presidenciais. O primeiro passo foi o trabalho sujo feito pela Revista Veja, com capa caluniosa onde supostamente o doleiro acusa Dilma e Lula de terem conhecimento dos desvios na Petrobrás; em seguida vem a cobertura do tema com estardalhaço pelo Jornal Nacional, da TV Globo; acompanhada no dia seguinte de amplas reportagens sobre o tema com direito até a manchete na primeira página dos jornalões Folha, Estadão e O Globo. O quadrado completa a receita do terrorismo eleitoral da grande mídia.

Aliás, a grande mídia que se consolidou nos últimos anos como a principal oposição aos governos Lula e Dilma. Mas, como a presidenta Dilma já afirmou por diversas vezes, a verdade vencerá a mentira nas urnas porque o povo brasileiro já não se deixa manipular e reconhece as realizações dos 12 anos de gestões petistas, que tiraram 36 milhôes de pessoas da míséria e levaram 42 milhôes para a classe média. Uma revolução social pacifica nunca vista antes na história do nosso país. Eles têm a grande mídia, nós temos uns aos outros. A mudança não pode parar! Vá às urnas, vote 13.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s