Doações ilegais para Aécio esmaga Gilmar Mendes.

Ministro precisa enxergar com os dois olhos para ver as quadrilhas Tucanas em ação.O que o Brasil precisa mesmo é de um novo STJ.A quadrilhas Tucanas não podem continuar impune.

Mais.

EMPRESAS “SUSPEITAS” DOARAM MAIS PARA AÉCIO

:

Ministro Gilmar Mendes, que cuida das contas de Dilma no TSE, pediu à Receita Federal dados complementares sobre cinco empresas por suspeita de que doaram mais do que o permitido à campanha do PT; uma pesquisa nas contas do tribunal aponta, no entanto, que algumas empresas da mesma lista doaram valores superiores a Aécio Neves; blog Tijolaço revela que a Gerdau, por exemplo, doou R$ 5 milhões tanto para Dilma quanto para Aécio, enquanto o PSB recebeu R$ 4 milhões; campanha petista pediu hoje ao TSE que analise as contas de Aécio; técnicos pedirão a rejeição dos números, como fizeram com Dilma.

247 – Cinco empresas são apontadas como suspeitas pelo ministro Gilmar Mendes por terem doado um valor maior que o permitido para a presidente Dilma Rousseff, o que pode levar à rejeição da contabilidade petista. São elas: a Saepar Serviços, a Solar BR, a Gerdau Aços Especiais, a Ponto Veículos e a Minerações Brasileiras Reunidas, cuja soma doada ao PT nessas eleições é de R$ 8,83 milhões.

O ministro, relator do caso no Tribunal Superior Eleitoral, pediu dados complementares sobre as cinco companhias antes de formular seu voto. Uma pesquisa nas contas do TSE aponta, no entanto, que doações ainda mais altas, no caso de algumas delas, foram feitas à campanha de Aécio Neves, que se candidatou pelo PSDB.

Artigo do blog Tijolaço, que também fez a pesquisa no site do TSE, afirma que a gigante Gerdau, por exemplo, doou no total, nas eleições de outubro, R$ 5 milhões para o comitê financeiro de Dilma Rousseff, iguais R$ 5 milhões para o de Aécio Neves e ainda R$ 4 milhões para o PSB de Eduardo Campos e, depois, Marina Silva.

A segunda empresa que mais doou para Dilma foi a Minerações Brasileiras Reunidas, que transferiu R$ 2,80 milhões para a campanha do PT. Para Aécio, nesse caso, a doação foi bem menor: R$ 460 mil. A Solar Participações, que doou R$ 570 mil para a petista, doou R$ 595 mil ao tucano. As doações da Ponto Veículos foram de R$ 450 mil para Dilma e de R$ 1,05 milhão para o senador, enquanto a Saepar transferiu R$ 250 mil para o PT e R$ 200 mil para o PSDB.

“Se a razão é ter-se excedido o limite legal, é obvio que a culpa não pode caber ao candidato, mas à empresa”, defendeu ontem o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço. O blogueiro continua: “Porque se a responsabilidade pelo suposto ‘excesso’ é do candidato, é de todos os candidatos e comitês que receberam doações”.

O PT protocolou nesta terça-feira 9 pedido para que o TSE analise as contas da campanha de Aécio Neves. O pedido é feito depois de divulgado o parecer de técnicos do tribunal para que se rejeite a contabilidade da campanha petista. A posição foi encaminhada para Gilmar Mendes, que deve levar seu voto a plenário até amanhã.

A pergunta é: se as irregularidades das empresas são cometidas não apenas em relação a Dilma, como se vê, mas também a seus adversários, o TSE pedirá a rejeição das contas de todos eles?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s