Indonésia diz que irá matar o traficante brasileiro nas próximas semanas.

1

O Brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, condenado a morte por trafico de drogas na Indonésia foi executado agora pouco as 15 horas horário de brasília, mesmo com todo o apelo do Itamaraty  e da Presidente Dilma Rousseff que se empenhou pessoalmente em tentar livrar o Brasileiro traficante de ser executado na indonésia, não obtiveram sucessos, o brasileiro tinha 53 anos e estava preso a mais de 10 anos apos ter desembarcado com cocaína dentro de uma asa denta na indonésia, la as leis contra  traficantes é severas e a pena para quem comete esse crime é o fuzilamento,Fonte

Saiba como será feita a execução de traficante brasileiro na Indonésia.

O brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53 anos, será executado às 15 horas deste sábado (domingo pelo fuso horário de Jacarta), por um pelotão de fuzilamento junto a outros cinco prisioneiros, na Indonésia. Todos os prisioneiros condenados à morte são submetidos a um pelotão de fuzilamento composto por 12 pessoas. Ele poderá escolher se irá morrer de pé ou sentado, com olhos vendados ou não.

Apenas três atiradores carregarão fuzis com munição real. Os outros nove são carregados com espaços em branco. Os tiros são disparados de uma distância de cinco a dez metros. Se o prisioneiro ainda mostrar sinais de vida após ser baleado, o atirador dispara um último tiro em sua cabeça.

O grupo de prisioneiros executados foi acusado de delitos relacionados com drogas e, mesmo depois de um pedido de clemência feito pela presidente Dilma, todos foram condenados à morte, inclusive Marco. O brasileiro foi transferido para uma cela isolada na prisão de Besi na noite da quarta-feira (14), após a data de sua pena ser marcada. Além dele, o paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte também está detido no arquipélago do sudeste asiático por tráfico de cocaína e aguarda no corredor da morte.

O atual presidente da Indonésia, Joko Widodo, assumiu o cargo em 2014 e adotou uma mão pesada na luta contra as drogas, afirmando no mês passado que iria rejeitar os pedidos de clemência das 64 pessoas no corredor da morte no país em crimes relacionados a drogas.Varelanoticias.com.br/

A pena de morte para tráfico de drogas foi instituída no país em 1997, a exemplo do que ocorre em outros países do Sudeste Asiático, como Tailândia, Malásia, Cingapura e Filipinas.Fonte: Gazetanews

 

O brasileiro Marco Cardoso Moreira, de 50 anos, condenado à morte por tráfico de drogas na Indonésia, em 2004, será executado nas próximas semanas.

A pena de morte para tráfico de drogas foi instituída no país em 1997, a exemplo do que ocorre em outros países do Sudeste Asiático, como Tailândia, Malásia, Cingapura e Filipinas.Fonte: Gazetanews

 

O brasileiro Marco Cardoso Moreira, de 50 anos, condenado à morte por tráfico de drogas na Indonésia, em 2004, será executado nas próximas semanas

A Indonésia mantém cerca de 30 estrangeiros, entre eles outro brasileiro, no corredor da morte. A maioria foi condenado, assim como Marco, por tráfico. Caso seja executado (a execução se dá por fuzilamento), Marco será o primeiro caso de um brasileiro condenado e morto em outro país, e o primeiro ocidental a ser morto na Indonésia.

Além dele, outros dois estrangeiros morrerão, segundo o procurador. A Indonésia não executa ninguém desde 2008. Segundo o jornal “The Jakarta Post”, principal jornal em língua inglesa no país, Marco já fez até o último pedido: uma garrafa de Chivas Label.

O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, recusou o último pedido de clemência feito em 2008. Foi a segunda recusa: a primeira ocorrera em 2006. Não há mais possibilidade de recursos na Justiça.

Nascido no Rio de Janeiro e instrutor de asa-delta, Marco foi preso em 2003 ao tentar entrar com 13,4 quilos de cocaína no aeroporto de Jacarta, ainda hoje uma das maiores apreensões de droga no país. A condenação veio em 2004: pena de morte.

Segundo ele, a venda da droga serviria para pagar uma dívida contraída com um hospital em Cingapura. Em 1997, Marco sofreu uma queda de um parapente em Bali e teve que ser transferido para o país vizinho. Não conseguiu pagar todo o tratamento e era constantemente cobrado. Foi então que, segundo ele, viajou para o Peru para comprar a droga e tentar entrar na Indonésia para vendê-la.

A pena de morte para tráfico de drogas foi instituída no país em 1997, a exemplo do que ocorre em outros países do Sudeste Asiático, como Tailândia, Malásia, Cingapura e Filipinas.

Arrependimento

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s