Toda a campanha moral feita pela imprensa e pela justiça em torno da corrupção dentro da Petrobras está destruindo um dos maiores patrimônios brasileiros. Só quem pode se beneficiar desta política é o imperialismo, que deve pressionar para ocupar ainda mais o setor no país e pela privatização completa da Petrobras.

Mesmo antes de qualquer julgamento, estatal já sente os resultados negativos que favorecerão sua privatização

 Empresa faz cada vez menos perfuração de novos poços.

A campanha feita pela imprensa burguesa e pelo imperialismo contra a Petrobras está afetando o seu desempenho. Devido à situação, a empresa está freando alguns de seus investimentos, principalmente na atividade de procura e perfuração de novos poços.

Diante da campanha feita pela imprensa e o próprio desenvolvimento da Operação Lava Jato, as ações da Petrobras atingiram o valor mais baixo do ano, chegando a menos de R$ 8 no último dia 16. O valor é próximo da metade daquele do começo do ano e o máximo que chegou foi a R$ 24 em setembro.

A perfuração de novos poços é uma das atividades mais caras da empresa. Esta parte da produção é uma das mais dinâmicas e mais dependentes de outras empresas prestadoras de serviço e fornecedoras de equipamento e por isto a Petrobras está focando na exploração dos poços já conhecidos.

Esta decisão está afetando também as empresas que possuem contratos com a Petrobras para venda de maquinário ou prestação de serviços, de forma que algumas já estão demitindo e tomando outras medidas para contornar a situação. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Offshore do Brasil, que abrange os trabalhadores do setor de perfuração, houve cerca de 5 mil demissões este ano.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Petrobras contava no começo do mês com 60 sondas de perfuração, das quais 37 estão trabalhando na exploração de poços já descobertos para a produção de petróleo e apenas 7 trabalham na perfuração de novos poços . Em janeiro de 2013, eram 80 sondas e 20 estavam fazendo perfurações de novos poços. As sondas são alugadas por valores altos, que podem chegar a US$ 1 milhão por dia, a operação e manutenção é ainda mais cara.

A diminuição da atividade de perfuração de novos poços dificulta que a Petrobras aumente a produção de petróleo. Diante do quadro internacional de desvalorização do produto ficará cada vez mais difícil para a estatal manter o seu lucro e a competitividade.

Toda a campanha moral feita pela imprensa e pela justiça em torno da corrupção dentro da Petrobras está destruindo um dos maiores patrimônios brasileiros. Só quem pode se beneficiar desta política é o imperialismo, que deve pressionar para ocupar ainda mais o setor no país e pela privatização completa da Petrobras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s