Silas Malafaia ‘não tem autoridade para falar em nome dos evangélicos?’,Verdades Gospel.

Malafaia: A quem ele representa?

Violência verbal e ênfase no dinheiro levam o Pr. Silas a atrair rejeição dentro da Igreja.

Malafaia: A quem ele representa?

O dedo em riste, os gestos amplos e o olhar desafiador já viraram suas marcas registradas. Há mais de três décadas no ministério pastoral, Silas Lima Malafaia, de 54 anos, é hoje uma das personalidades mais famosas do país. Nem tanto pela exposição na TV, que vem desde 1982, quando entrou no ar com o programa Renascer (não, nada a ver com a igreja de Estevam Hernandes): foram a pregação eloquente, muitas vezes aos gritos, e as polêmicas nas quais sempre se meteu que o tornaram conhecido, requisitado e combatido. Dizendo-se chamado para falar o que muito crente não tem coragem, Malafaia é tido como porta-voz por aqueles que o veem como profeta levantado por Deus. Por outro lado, o líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo – denominação que criou em 2010, quando desligou-se da Convenção Geral das Assembleias de Deus, a CGADB, denunciando desmandos e irregularidades na entidade que integrou por muitos anos – coleciona desafetos. E não é apenas a militância gay quer vê-o pelas costas. Dentro da Igreja Evangélica, são muitos os que o desautorizam, inconformados por ver sua fé representada por alguém como ele.

Hoje, o Silas Malafaia que o Brasil conhece é muito diferente do jovem pregador que começou seu ministério na Assembleia de Deus da Penha, subúrbio do Rio. À frente das câmeras, diante de congregações lotadas ou nas constantes aparições via mídia, o pastor tem sempre algo a dizer sobre tudo – da política nacional à bioética, passando pelo aborto e pela questão dos direitos civis dos homossexuais, sua principal bandeira hoje. As pregações, geralmente, não se aprofundam na teologia que aprendeu nos bancos do Instituto Bíblico Pentecostal. Gravadas e comercializadas aos borbotões de CDs e DVDs, têm caráter essencialmente prático na vida do crente – “vitória”, “conquista” e “colheita” são expressões recorrentes, inclusive nos livros que publica. Além da ADVEC, o pastor dirige um conglomerado empresarial que inclui a Editora Central Gospel, a gravadora do mesmo nome e a Associação Vitória em Cristo, além do site Verdade Gospel.

Números de votos que Malafaia  conseguiu para o Pastor Everaldo,revela definitivamente que   Malafaia tira votos dos candidatos. Pastor Everaldo não teve votos nem das Assembleia de Deus.Malafaia precisa primeiro se afiliar as Convenções das Assembleia de Deus  no Brasil.Malafaia precisa conquistar as lideranças das principais denominações do Brasil.Qualquer candidato que Malafaia apoiar irá perder as eleições.

http://www.cartacapital.com.br/blogs/direto-de-sao-paulo/cunha-usou-assembleia-de-deus-para-receber-propina-diz-pgr-5886.html

http://noticias.gospelmais.com.br/silas-malafaia-representa-povo-evangelico-pastor-43768.html

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s