Arquivo da tag: abertura

Para Humberto, “perseguição midiática” levou Marisa à morte.

Para Humberto, “perseguição midiática” levou Marisa à morte.247

:

Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse que a morte da ex primeira-dama Marisa Letícia ocorreu em decorrência da “perseguição midiática” a que ela e o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva foram submetidos; “Houve uma perseguição midiática sem precedentes, que lhe provocou uma profunda tristeza e precipitou problemas de saúde em decorrência de um estado emocional extremamente abalado por esse cerco que se impôs à sua vida, à vida do ex-presidente e à de todos os seus familiares”, disse o parlamentar em nota; o senador e ex-ministro Armando Monteiro Neto (PTB) também lamentou a morte da ex-primeira dama; governador Paulo Câmara (PSB) decretou  luto oficial de três dias pela morte da ex-primeira-dama.247

Vídeo devastador: Moro, Lula é culpado!.Impressionante.

Os vídeos foram publicado no youtube, o Epocaestado esta analisando os fatos.Vídeo comprova  que Malafaia anda mau acompanhado. Cunha não é flor que se cheira, a justiça da suíça que o diga.

Os Crimes de FHC que a mídia Golpista Brasileira abafou.

 

Os crimes de FHC serão punidos?

 

http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/

Por Altamiro Borges

No grande circo armado pela mídia para o “julgamento do século” do chamado “mensalão do PT”, até o ex-presidente FHC foi ressuscitado. Ontem (6), na abertura da 32ª Convenção do Atacadista Distribuidor, no Riocentro, ele reforçou o linchamento midiático exigindo a imediata punição dos réus. Na maior caradura, ele esbravejou: “Depois que eu ouvi do procurador-geral da República, houve crime. Crime tem que ser punido...Continue

 

A coluna “Radar”, do jornalista Lauro Jardim na revista “Veja” trata s seus leitores como se eles fosse imbecis.Cadeia nele.

Lauro Jardim e sua coluna bichada  saiu em defesa de Montenegro.

Denuncia contra Montenegro deve ser apurada pela Policia Federal.

Reportagem exclusiva revela como o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, ficou bilionário através de negócios suspeitos em que ganhou bilhões ao operar um serviço que deveria ser público. Documentos obtidos pelo jornalismo da Record também demostram a abertura de empresas em paraísos fiscais para outras negociações sombrias.