Arquivo da tag: preparando

NO DESESPERO, GLOBO APELA PARA BAIXARIA CONTRA LULA

Grupo de comunicação Globo, da família Marinho, parece tratar como uma questão de vida ou morte sua guerra particular contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já arrastou a economia brasileira para o fundo do poço, quebrando várias empresas nacionais; neste fim de semana, a revista Época, dos Marinho, inventa propinas de R$ 80 milhões de Lula; lista inclui as palestras que ele realizou (inclusive para a Globo), o triplex que ele não comprou, a sede que o Instituto Lula não ganhou e outras bobagens; o que ninguém sabe é que mal tão grande Lula fez à Globo, além de salvar a empresa, que enfrentava sérias dificuldades financeiras no fim do governo FHC, e trazer a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos para o Rio de Janeiro, dois eventos em que os Marinho ganharam rios de dinheiro

247 – Excluindo os generais da ditadura militar, nenhum presidente fez tão bem à Globo quanto Luiz Inácio Lula da Silva. Em seu primeiro governo, Lula salvou o grupo da família Marinho, que enfrentava sérias dificuldades financeiras decorrentes de sua dívida cambial contraída na era FHC. No segundo, Lula conquistou para o Brasil o direito de sediar a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, dois eventos em que a Globo ganhou rios de dinheiro.

Deve ser por isso que os Marinho jamais perdoaram Lula. E são eles os principais responsáveis por uma guerra que já destruiu a economia brasileira, quebrou várias empresas nacionais e feriu de morte a democracia, com o golpe mandrake executado em 2016. O plano original previa a extinção do Partido dos Trabalhadores e a eventual prisão de Lula – dois objetivos ainda não alcançados.

Mas a Globo não desiste. Neste fim de semana, a revista Época, dos Marinho, inventa propinas de R$ 80 milhões de Lula. A lista inclui as palestras que ele realizou (inclusive para a Globo), o triplex que ele não comprou, a sede que o Instituto Lula não ganhou e outras bobagens.

Além disso, os principais colunistas do jornal O Globo, Merval Pereira e Miriam Leitão, foram orientados a descascar a lenha em Lula. Os dois tratam como verdade absoluta a delação de Renato Duque – que, depois de três anos preso, esperou justamente a semana que antecede o depoimento de Lula em Curitiba para tentar criminalizá-lo.

O esforço da Globo para destruir Lula foi resumido pelo senador Roberto Requião numa palavra: canalhice (leia mais aqui). No entanto, embora seja o maior monopólio de comunicação do mundo, a Globo não conseguiu destruir Lula, que lidera todas as pesquisas sobre sucessão presidencial e seria eleito mais uma vez, se as eleições fossem hoje.

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/294076/No-desespero-Globo-apela-para-baixaria-contra-Lula.htm

Anúncios

A liderança de Lula para 2018 revela o fracasso do golpe e da velha mídia. Por Joaquim de Carvalho

A liderança de Lula em todos os cenários para a disputa eleitoral de 2018 revela o fracasso do golpe.

Mas não só isso.

É a derrota da velha mídia.

A Globo é a expressão maior de um tipo de comunicação que ficou para trás, assim como, num passado mais distante, a carta já foi o caminho mais rápido e seguro da informação.

Nada superaria a pena de Pero Vaz de Caminha para comunicar a celebrar a descoberta de um novo mundo.

A Globo, com seus jornais, rádios e TV, era imbatível quando podia fazer a edição de um debate presidencial sem contestação.

Também podia confundir a população ao mostrar um comício das diretas já em São Paulo e dar a entender que se tratava de uma festa pelo aniversário da cidade.

Também podia mostrar o Brasil das belezas naturais, gigante por natureza, como a pororoca do Amazonas no tempo de Amaral Netto, e esconder a tortura que acontecia nos porões da ditadura.

Hoje não é mais assim.

A Globo deu, imediatamente começa a ser contestada, em tempo real, na internet.

Na véspera da greve geral, o principal jornal da emissora gastou mais de dois minutos de seu tempo com as gracinhas trocadas entre William Bonner, Renata Vasconcellos e Maria Júlia Coutinho, a MÁ-JÚ, e nem um segundo com a notícia de que estava sendo organizada a paralisação gigante.

Numa linguagem que eles acham moderna, inteligente e engraçada, disseram que a temperatura ia cair, mas William Bonner e Renata Vasconcelos não noticiaram que, naquele mesmo instante, já se sabia da decisão tomada em assembleias lotadas – com gente de carne e osso –, que deixaria a população das grandes cidades a pé.

No dia seguinte, era nítido o engessamento dos repórteres da cobertura da maior greve da história do Brasil, ocorrida na sexta-feira, dia 28.

Não podiam falar greve geral e tinham de dar ênfase ao papel dos sindicatos na organização da paralisação – se sindicato não liderar greve, quem vai liderar?

Em outros tempos, esse tipo de manipulação demoraria para ser debatido pelo grande público.

Agora é imediato.

O conluio que existe entre a Globo e uma autoridade menor da república, o juiz de primeira instância Sérgio Moro, produz estrago, é verdade.

Mas não dura tanto como no passado.

A leitura de grampos ilegais que procuravam destruir a imagem de Lula e Dilma e a apresentação com power point do procurador Dallagnol aconteceram há um ano, um pouco menos, mas parecem muito mais antigos.

São cenas que, relembradas, ainda causam repugnância nas pessoas que amam a Justiça e a decência cívica.

Mas, sob certo aspecto, já podem ser vistas como os discursos dos militares que pregavam o Ame-o ou Deixe-o ou as entrevistas do delegado Fleury.

Se você olhar atentamente para Bonner e Renata na bancada no Jornal Nacional, você já começa a ver neles a semelhança física com os militares ou o delegado.

Uns torturavam gente, os outros espancam os princípios do jornalismo.

No final das contas, o que fazem é a mesma coisa: defendem o interesse dos mais ricos.

É, em estado puro, o que se pode definir como plutocracia.

Se ainda alguém se surpreende quando vê Lula na dianteira das pesquisas para presidente, não pense que é por ele apenas.

É o tempo.

O Brasil é o País da desigualdade e o combate a ela é a ideia que faz do seu portador um homem invencível.

Nem um exército de Moro, Bonner e Renata Vasconcelos conseguem deter o espírito do tempo.

*****

PS: 1) O texto não menciona uma única vez o nome de Michel Temer. Este já está com o destino selado: será, para sempre, visto como um homem da estatura histórica de Joaquim Silvério dos Reis.

2) O golpe fracassou como instituto político, mas seus efeitos são vigorosos e, por enquanto, intactos: o massacre dos direitos sociais

http://www.diariodocentrodomundo.com.br

Tucano diz quem é João Dória.

9d1a1-globooquepoderiaserfeito

Ele se apropriou de terra da Prefeitura! Imagine na Prefeitura de SP…

Doria.jpg

Esse curto período de campanha já permite analisar o seu perfil. Dória não relutou em usar de todos os recursos lícitos e ilícitos, operacionais e financeiros, para angariar votos em uma prévia que está sendo avaliada pela Justiça Eleitoral. Nesse período prévio a lei veda o uso de quaisquer recursos financeiros para buscar votos para decisão dos filiados ao partido. Despesas só podem ser feitas pelo diretório municipal, mas ele as fez com recursos próprios. Além disso, não titubeou em usar as relações pessoais com o governador para obter apoios através da pressão de dirigentes do Estado sobre os filiados ao partido.

A sua falta de zelo pela coisa pública ficou evidente quando, conforme apuração da Folha de São Paulo constatou-se que tomou ilegalmente uma área de terra para somar à sua propriedade em Campos de Jordão. Na entrevista à Jovem Pan ainda justificou que a incorporação era produto de um acordo de desafetação onerosa, feito com o prefeito anterior do município, em que ele teria trocado o imóvel por algum equipamento doado para a cidade, acordo esse que não foi “homologado”, segundo suas palavras, pela Câmara Municipal do município. Ora, se não foi “homologado”, não aconteceu, não houve um ato jurídico perfeito. Nunca poderia incorporar bens públicos apenas através de um “acordo” com o prefeito ou com o Executivo municipal. O fato é que tomou a área, mostrou não respeitar a diferença entre o interesse público e o interesse privado e, processado, foi tentar um arranjo que legalizasse o mal feito.Continue lendo.

16017-acorda_pedrosimon_1

4c159-mensalc383otucano-mineiro

8297f-tabelacorrupc3a7c3a3o

Bandalheira.SBT faz programação para as classes C,D,F e G, e diz que tem 42% de audiência das Classes A e B.

Daniela Beirute diz : Enquanto tantos querem atingir o público A e o B, a nossa realidade é o C e o D. A gente é C e D naturalmente.

Eu preciso da Tele-sena para salvar o Sbt diz Silvio Santos.

No próximo dia 12 de dezembro o empresário e apresentador de televisão Silvio Santos completa 77 anos e não há sinais de que esteja preparando o processo sucessório em suas empresas. Quem acompanha de perto seus negócios afirma que a palavra sucessão é um termo distante de seu vocabulário e que ele não consegue lidar com o fato de que um dia, suas empresas terão de continuar sem sua presença.

Em quase meio século, Silvio Santos construiu um império com ramificações nos setores financeiro, varejista, hoteleiro, industrial e de comunicação. Em 2006, segundo o anuárioGrandes Grupos do Valor, o grupo teve receita operacional bruta de R$ 3,2 bilhões – 10,6% acima da registrada em 2005. O sustentáculo do grupo é o braço financeiro, encabeçado pelo banco PanAmericano e com mais dez empresas, entre administradora de cartão de crédito, seguradora, corretora deseguros e distribuidora de títulos e valores mobiliários. No ano passado, só a divisão financeira teve lucro de R$ 96,9 milhões – um resultado 25,6% acima do apurado em 2005.

Resposta a Silas Malafaia, à luz da Bíblia.O Desafio de Silas Malafaia.O Globo Mundial.

Para hoje, dia 9/6, o Pr. Silas Malafaia havia prometido a segunda parte da pregação “Uma vida de prosperidade”, que foi refutada biblicamente por muitos sites e blogs cristãos. Porém, ele “se enganou”, e reprisou  o programa da semana passada.

Desafio do Malafaia 1 – Desafio do Malafaia 2 – Desafio do Malafaia 3 – Desafio do Malafaia 4 e Desafio do Malafaia 5

Mundo Gospel – Parece que o pastor assembleiano, Silas Malafaia, não anda muito satisfeito com alguns blogs. O evangelista resolveu lançar um desafio aos blogueiros que fazem criticas a “Teologia da Prosperidade”.
Recentemente Malafaia concedeu entrevista ao portal iG e disse que tem pastor que trabalha com ele que recebe  R$22 mil por mês, mas não trabalha com “zé bobão”. 

Silas Malafaia deixou a entender que para ser pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo não é para qualquer um, na ocasião da entrevista o líder deu exemplo de um advogado que fechou o escritório para ser pastor ao seu lado.
O desafio é para que teólogos e críticos encontrem e refutem erros teológicos em sua pregação.
Os desafios serão lançados nos programas do dia 2 e 9 de junho.
Por: Washington Luiz.

http://www.odiario.com/blogs/inforgospel/2012/06/06/pr-silas-desafia-e-blogueira-responde-em-5-artigos-a-1a-pregacao-uma-vida-de-prosperidade/

I) Por que a ênfase na prosperidade, hoje, quando todos deveriam estar se preparando para o encontro com Jesus?

O relógio de Deus está muito acelerado, o momento decisivo para todos se aproxima (Mt 24:33).

Mas, muitos cristãos estão sendo distraídos com mensagens e sermões visando a prosperidade, sendo, assim, conduzidos por seus líderes a pensarem como o mundo materialista e a desejarem as coisas materiais deste mundo, deixando de lado o principal, Jesus, este sim o Verdadeiro Tesouro escondido no campo (Mt 13:44) e a Verdadeira Pérola de grande valor (Mt 13:46).

Caso esses cristãos não voltem todas suas forças para se prepararem para o arrebatamento ao encontro com o Esposo Jesus (I Ts 4:16-17), provando seu amor de Esposa guardando seus mandamentos (Jo 14:21 e Ap 3:10), correm sério risco de, não sendo levados com a igreja de Jesus, ficarem nesta Terra sob o juízo do Anticristo. Perceberão tarde demais que pregavam valores totalmente contrários às Escrituras, apresentando o Evangelho como se este fosse um manual para se obter riquezas, quando a Palavra, contrariamente, dispõe que não se pode servir às riquezas e ao Senhor ao mesmo tempo.

Se não houver mudança urgente de conduta, as lamentações serão maiores que as constantes no livro de mesmo nome escrito por Jeremias. Pois já se vê no horizonte o tempo de maior angústia e tribulação desde a fundação do mundo e nem tampouco haverá outro igual, segundo o próprio Jesus (Mt 24:21).

Na contramão da Palavra Profética, a ênfase dos falsos profetas disfarçados de pastores tem sido posta na teologia da prosperidade, em como ser bem-sucedido. Líderes se voltam para o ouro do altar e não para o altar que santifica o ouro, adotando as práticas dos fariseus (Mt 23:18-20). Não há dúvidas, está em formação e consolidação a igreja de Laodicéia – a que Jesus se referiu no Apocalipse – a qual se considerava rica e de que nada tinha falta, tendo sido, entretanto, severamente advertida por Jesus que, devido à ambigüidade dessa igreja em querer ser de Deus e do mundo, seria vomitada da boca do Senhor, pois esse ensino voltado para o materialismo deste mundo com rótulo de cristianismo causa náuseas no Altíssimo (Ap 3:14-18).

Ora, tais líderes se encontram tão cegos que não conseguiram enxergar o óbvio das Escrituras: quem não for arrebatado somente poderá manter seus bens se receber a marca do Anticristo, porque os atos de comprar e vender bens dependerá do pagamento de impostos, o que só será possível para aquele que tiver a marca da besta (Ap 13:16-18). E aquele que receber a marca da besta, que será obrigatória na Grande Tribulação, será terrivelmente afligido pelas sete taças da ira do Deus Todo-Poderoso, conforme descrito em Ap.16, sendo, ao final da Grande Tribulação, morto pelo Senhor Jesus (Ap 19:11-21) e, em seguida, lançado no inferno e no lago de fogo (Ap 14:9-11).

Em resumo: se não for arrebatado e aceitar a marca, passará todos os bens ao ditador, ao Anticristo, e ainda será derrotado por Jesus (Salmo 2:9) e condenado.

II) PARA QUEM SERÃO DEPOSITADAS AS RIQUEZAS DE CADA UM

De acordo com a Bíblia, este será o caminho das riquezas deste mundo, nestes tempos finais:

1) após o arrebatamento, todas as riquezas – inclusive as dos líderes da “teologia da prosperidade” – irão, gradativamente, para o Anticristo, que as distribuirá para seu grupo (Dn 11:39);

2) Na metade dos sete anos, as riquezas deste mundo já estarão concentradas nas mãos desse grupo (que terá todas as informações sobre as posses de cada um pelos dados pessoais contidos no chip ou biochip introduzido naqueles que aceitarem a marca) (Ap 13:16-18);

3) A partir da metade dos sete anos, as riquezas, que antes se consolidaram nas mãos do Anticristo e de seu grupo, vão passar a serem gradativamente minadas e destruídas pelo derramamento da ira do Senhor Jesus nos últimos 3 anos e meio (Ap 16:10-11);

4) Ao final destes últimos 3 anos e meio, o Anticristo e todos os que receberem a marca serão aniquilados pelo Senhor Jesus (II Ts 2:8). Neste momento, novamente, mudará todo o eixo de riquezas do mundo, pois, no Reino de Jesus, que é eterno (Dn 7:18), aos arrebatados, que com Ele voltarão (Ap 19:14; Jd14-15), estão assegurados o Poder Político na Terra (Ap 2:26-27), a partir do trono do Rei (Ap 3:21) e o Poder Econômico (Ap 21:7);

5) Desta forma, a tão propalada prosperidade só será real e efetiva para os arrebatados, ou seja, para os salvos, que não serviram Mamom, mas somente ao Senhor Jesus.

6) Assim sendo, aquele que está correndo atrás de Mamom – conforme prevê a teologia da prosperidade – não será arrebatado, pois não pode servir a dois senhores (Mt 6:24). E se ainda quiser garantir sua prosperidade através da marca da besta, após o arrebatamento, será aniquilado e lançado no inferno, ao final da Grande Tribulação (Ap 14:9-11).

Amados, o caminho da prosperidade certamente não é o de Mamom, o verdadeiro deus da teologia da prosperidade, não é o do investimento em negócios, nem o do mercado de capitais, pois, conforme as Escrituras, todas as cifras do mundo serão depositadas ao Senhor e a seus arrebatados ao final de um breve período de 7 anos. Assim sendo, o único caminho da prosperidade é o da humildade e da santificação (Hb 12:14), negando este mundo (I Jo 2:15-17) e suas ofertas e mirando na obediência incondicional à palavra de Deus (Ap 3:10), para, então, participar do arrebatamento e, assim, ter assegurado o direito a todas as promessas registradas pelo Senhor nas Escrituras.

Ao contrário de tantos líderes que somente falam em prosperidade e dinheiro, Jesus adverte em Mt 6:19-21:

19 Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
20 mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
21 Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

Amados, essa teologia da prosperidade que está sendo pregada em muitos templos não é o Evangelho de Jesus Cristo que, como vimos, ensinou exatamente o contrário.

Para quem for sábio: confie no Senhor Jesus, pois Ele bem sabe que as Escrituras, cujo cumprimento está perto, já revelaram para quem serão depositadas as riquezas de cada seguidor de Mamom, o verdadeiro deus da teologia da prosperidade:

“A riqueza do pecador [Anticristo e os seguidores de Mamom, por meio da Teologia da Prosperidade] é depositada para o justo [arrebatados ao retornarem à Terra junto com Jesus]” (Pv 13:22).

Que Deus os abençoe.

http://estrangeira.wordpress.com/

Bandido planta noticia falsa e é desmascarado.Ministro das Comunicações nega proibição de venda de horário na TV.

O governo vem preparando o decreto que muda a legislação de concessões de rádio e TV, mas a proibição não está vinculada.

As igrejas evangélicas figuram entre os principais beneficiários da atual legislação de telecomunicações, que não proíbe de forma explícita o aluguel de horários nas grades de programação das emissoras de TV.

Pastores bandidos e mercenários que tem usado a TV para enriquecimento ilícito e criminoso, são os mais preocupados com o Codico de ética de radiofusão.A lei precisa ser comprida e bandido tem que ficar fora.Basta ver a programação atual, para ver  como cada vez mais psicopatas  travestidos de intelectuais  estão dominando a TV aberta. A té a graça de Deus virou mercado para mercenário  comercializar.

Paulo Bernardo: 'Estamos atualizando a normativa que tem 50 anos e não prevê TV digital'

Paulo Bernardo: ‘Estamos atualizando a normativa que tem 50 anos e não prevê TV digital’ (Foto: POP)

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que o governo não pretende proibir as emissoras de TV de continuarem vendendo faixas da programação. O governo vem preparando o decreto que muda a legislação de concessões de rádio e TV, mas a proibição não está vinculada.

“Estamos atualizando a normativa que tem 50 anos e não prevê TV digital, rádio digital. Mas a proibição da venda de horário feita pelas emissoras não está na pauta. Não esteve sequer nas versões anteriores da minutas (do decreto). Não estamos tratando desse tema. Não haverá modificação. E pedi que acelerássemos o assunto (o novo marco regulatório) para entrar em consulta publica ainda essa semana”, declarou.
Bernardo disse ainda que a presidente Dilma Rousseff marcou reunião com a Casa Civil, a Fazenda e o Desenvolvimento e Comércio Exterior para acelerar os investimentos de maneira geral.