Arquivo da tag: tese

Vídeo devastador: Moro, Lula é culpado!.Impressionante.

Os vídeos foram publicado no youtube, o Epocaestado esta analisando os fatos.Vídeo comprova  que Malafaia anda mau acompanhado. Cunha não é flor que se cheira, a justiça da suíça que o diga.

Por que a mídia bandida e criminosa quer obstruir a CPMI do Cachoeira.Cadeia nesses jornalista bandidos.

Eu tenho uma tese: não existe jornalista-bandido. Ou o profissional é jornalista ou é bandido. Em todas as áreas é assim, existem os bons e maus profissionais. Com a mídia não é diferente.

Desde que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do caso Cachoeira foi requerida por mim originalmente em 20 de março deste ano, o que se lê em alguns veículos de comunicação é a tentativa autoritária de desqualificar a minha pessoa, procurando de forma quase cômica me vincular ao esquema do contraventor alvo da comissão, o senhor Carlos Cachoeira. E por qual motivo?

O que a imprensa não quer noticiar agora é que ela também será objeto de investigação. Quem teria o dever de denunciar de forma responsável agora será denunciado. Parece até que estamos na ditadura, quando alguns inomináveis veículos de imprensa preferiam silenciar-se em relação ao que deveria ser denunciado, de forma a enganar a Nação.

Não queremos “calar a mídia”, censurá-la ou algo do gênero. Este País preza pela democracia de forma irreversível. Mas o que o jornalismo espúrio não pode negar são as provas agora encontradas: um contraventor de Goiás abastecia famosos veículos jornalísticos com informações obtidas através de um esquema inedôneo de obtenção de dados.

Quando coordenei a Operação Satiagraha (2008), abri um capítulo especial sobre a mídia no relatório final da investigação. Já naquela época, ficou-se sabendo das quadrilhas de informações falsas ou contrabandeadas dos maus profissionais das palavras. Pela primeira vez ousou-se dizer o que muitos desconfiavam: existe bandidagem também nos veículos de comunicação.

Sim. Chegou a hora. A “bandidagem” vai ganhar nome e vai ser obrigada a esclarecer os fatos. A CPI do Cachoeira –que foi criada de forma mista, com integrantes da Câmara dos Deputados e Senado – terá entre seus depoentes conhecidos “ditos” jornalistas, maus “representantes” da mídia brasileira que, ao invés de revelar esquemas fraudulentos de seus políticos favoritos, usam as informações vindas de verdadeiros criminosos para promover ataques oposicionistas que em NADA contribuem para o engrandecimento do País.

Bomba .Viciados recuperados nas Igrejas da Graça ,Igreja Universal, Assembleia de Deus e evangélicas, daria para montar milhões de cracolândia.Mas covardemente o governo prefere patrocinar programas que promovem,aborto, prostituição, consumo de drogas e todos tipo lascívia gerada nos Portais do abismo.

O governo deveria subsidiar as igrejas que trabalham e recuperando marginais,  drogados e maconheiros.Mas covardemente  o governo prefere patrocinar programas que promovem,aborto, prostituição, consumo de  drogas e todos  tipo lascívia  gerada nos Portais do   abismo.Tem muitos  criminosos que dizem que a droga é bom para saúde.Tire sua concluções.

Roseanne, aos 29 anos na primeira foto e aos 37 na última: de prisão em prisão, o retrato de um rosto que definha. Fotos: Reutersuters

Roseanne, aos 29 anos na primeira foto e aos 37 na última:de prisão em prisão, o retrato de um rosto que definha
                                                 Drogas e seus efeitos e

Há  no Brasil um movimento que visa legalizar o uso da maconha, cujo nome científico é Cannabis Sativa Lineu, uma planta com propriedades alucinógenas, que causa dependência física e psíquica, levando os usuários à agressividade criminosa e doentia capaz de levá-los a prática dos mais hediondos crimes.

É sabido que a maconha é a iniciação para o uso de drogas mais pesadas, como a cocaína e outras ainda mais agressivas e destruidoras.

A família brasileira e, por extensão toda a sociedade, vem sendo desagregada e destruída pelas drogas, que leva filhos a roubarem, agredirem e matarem os próprios pais. E ainda existem autoridades, parlamentares e até um ministro de Estado, que defende essa legalização perversa, irresponsável e criminosa.

Os defensores dessa tese deveriam ser expurgados dos cargos e da vida pública para servir de exemplo aos incautos e mostrar que somos um povo decente, honrado e temente a Deus. Não venham com essa conversa de que estamos em uma democracia e que tudo é permitido. Essa não! Os eleitores devem ficar atentos e excluírem nas próximas eleições tais legisladores.

O governo brasileiro deve encetar com urgência uma guerra contra as drogas, adotando todos os meios para combater essa praga e os respectivos traficantes, usando as forças armadas para fechar as nossas fronteiras com a Bolívia e o Paraguai, por onde entram tais drogas e saem os automóveis roubados no Brasil e vendidos abertamente no Paraguai onde são emplacados e legalizados, sem falar que por essas mesmas fronteiras entram as armas contrabandeadas que são compradas pelos traficantes.

O Brasil vive uma guerrilha urbana e negar isso é hipocrisia. É um verdadeiro crime de omissão, prevaricação e outras coisas mais.

Quando o mundo combate o tabagismo; quando fumar se torna uma questão de saúde pública e é proibido praticamente em todos os países civilizados, aqui no Brasil há mentes doentias e pseudo-sociólogos, propondo a legalização da maconha e até mesmo o plantio para uso próprio. Cabe a sociedade civil organizada, os pais, e as igrejas de todo o Brasil, unirem-se para combater essa praga terrível e devastadora.

Lembrem-se de que a família é a célula mater de um povo e de uma nação e, sem família não há Pátria.

Não podemos esquecer o episódio de um jovem drogado que matou uma senhora de idade avançada, que fazia sua caminhada matinal no calçadão da Ponta Verde, matando-a a chutes, murros e pontapés.

O padre Cícero do Juazeiro já profetizava, que após o ano 2000, “Cairiam os muros e levantar-se-iam os monturos.” A profecia está concretizada no que vemos, vivemos e presenciamos nos dias atuais.

Vocês que lutam pela legalização da maconha, deveriam lutar contra a fome, o desemprego, a mortalidade infantil, o analfabetismo, a violência e outras mazelas que assolam o nosso País. A legalização da maconha só vai aumentar a criminalidade, já altíssima e intolerável, além de ser um mau exemplo para as nossas crianças, jovens e adolescentes, indo dificultar o ensino, a aprendizagem e a disciplina nas escolas e nas universidades.

A maconha, se legalizarmos, iremos transformar o Brasil em um País de drogados e criminosos.

* É Advogado Criminalista, Procurador de Estado, Diretor Geral da Seune e membro da Academia Maceioense de Letras.